Um paradigma de desenvolvimento para as estratégias, a operatividade e as tecnologias empresariais

SOA é uma abordagem da realização de sistemas informativos que contribui de um lado a tornar estes sistemas escaláveis e flexíveis, e do outro a preencher o gap entre as divisões de business e as divisões IT dentro de uma empresa.

A partir da difusão de Internet na segunda metade da década de ’90, a economia mundial sofreu uma profunda evolução na qual o “time to market” tornou-se o fator guia principal e as empresas que sobrevivem, segundo o famoso princípio darwiniano, não são aquelas mais inteligentes ou mais fortes, mas aquelas que sabem reagir melhor e mais rapidamente à mudança.

Neste contexto as respostas tradicionais do IT aos problemas da escalabilidade e da distribuição já não são eficazes e é requerida uma nova abordagem que aceite a ideia de heterogeneidade nos sistema e conduza os sistemas rumo à descentralização.

SOA fornece exatamente essa abordagem através de três elementos fundamentais:

  • os serviços, módulos software autônomos, que resolvem específicas funcionalidades de business independentemente da tecnologia e da plataforma e que podem ser utilizados como elementos básicos para construir serviços ou processos mais amplos
  • uma infraestrutura de integração, denominada tipicamente ESB (Enterprise Service Bus), que permite combinar os serviços de maneira fácil e flexível
  • políticas e processos para gerir o fato que os grande sistemas distribuídos construídos em ótica SOA são heterogêneos, em evolução e governados por diversos owner.

SOA portanto não é um produto nem um conjunto de produtos ou de arquiteturas, mas um paradigma de desenvolvimento e de integração que, enquanto tal, abrange muitos componentes e disciplinas dentro de uma empresa, desde as áreas estratégicas àquelas operacionais até as tecnológicas. Um projeto SOA portanto continua sendo um projeto estratégico dentro de uma empresa e requer um forte commitment, uma roadmap, um plano de migração e de gestão dos riscos.

As características de abordagem SOA acima destacadas, unidas ao fato que essa abordagem visa integrar e substituir o contexto tecnológico e aplicativo pré existente, ou seja tudo o que é definido comumente com o termo legacy, tornam Engineering o ator ideal para a realização e a gestão de projetos SOA. Neste contexto, portanto, Engineering criou progressivamente suas competências aplicativas e tecnológicas para poder gerir da melhor maneira os projetos SOA dos diferentes pontos de vista e adotou metodologias padrão de análise, desenho e desenvolvimento, como por exemplo a Mainstream Software Oriented Analysis Methodology (MSOAM).

De um ponto de vista tecnológico Engineering madurou conhecimentos e experiências nas mais difusas tecnologias habilitantes para a realização de projetos SOA, entre as quais IBM Websphere ESB, Oracle ESB, Tibco Business Works e Tibco Active Matrix, SAP NetWeaver Process Integration, Service Mix. E ainda, há vários anos, quando ainda os conceitos de SOA e de ESB estavam em fase emergente, Engineering desenvolveu e suportou open source Spagic que fornece uma infraestrutura completa para modelar, realizar, instalar e governar projetos SOA através da composição e orquestração de serviços atômicos dentro de processos de business. Spagic é utilizado como infraestrutura de desenvolvimento e integração em múltiplos projetos que Engineering conduz para os próprios clientes.

ITENS RELACIONADOS
Telecomunicações Saúde Saúde Welfare e Entidades Previdenciais Manufacturing Manufacturing Manufacturing Instituições Parabancárias Bancos Instituições Parabancárias Bancos Homeland Security Defesa e Espaço Homeland Security Saúde Welfare e Entidades Previdenciais Saúde Governo Local Welfare e Entidades Previdenciais Governo Central Governo Local Governo Local Mídia Defesa e Espaço Governo Local Homeland Security Governo Central Defesa e Espaço Governo Local Homeland Security Governo Local Governo Local Governo Central Defesa e Espaço Governo Central Governo Central Saúde Energy & Utilities Energy & Utilities Energy & Utilities Energy & Utilities Energy & Utilities Energy & Utilities Energy & Utilities Energy & Utilities Energy & Utilities Energy & Utilities Energy & Utilities Energy & Utilities Defesa e Espaço Manufacturing Consumer Products Manufacturing Consumer Products Manufacturing Consumer Products Defesa e Espaço Consumer Products Bancos Bancos Bancos Bancos Bancos Automotivo
supply chain management business information management workforce management automação e controle smart cities & government smart cities & government workforce management automação e controle credit management billing crm - customer relationship management cem - customer experience management credit management credit management workforce management business information management cem - customer experience management smart cities & government business information management supply chain management smart cities & government vas - value added services smart cities & government vas - value added services business information management business information management supply chain management smart cities & government multimídia smart cities & government crm - customer relationship management supply chain management cem - customer experience management saúde eletrônica emergência sanitária automação e controle business information management saúde eletrônica saúde eletrônica billing crm - customer relationship management billing billing contabilidade e controle crm - customer relationship management multimídia workforce management business information management smart cities & government finança pública billing billing billing workforce management credit management billing crm - customer relationship management credit management billing credit management billing billing crm - customer relationship management cem - customer experience management cem - customer experience management cem - customer experience management cem - customer experience management credit management